25.9.09


Florianópolis, SC (Brasil)


Ato solidário ao povo hondurenho

recolhe mais de 200 assinaturas


Por Elaine Tavares

A Esquina Democrática, em Florianópolis, transformou-se, por pouco mais de duas horas, em lugar de resistência e de combate pela liberdade. Sexta de luta em mais uma Primavera Quente, nome da série de atividades que o Sindicato dos Jornalistas realiza em setembro.

Entre 11h30 e 14h, o SJSC organizou um ato com abaixo-assinado em solidariedade ao povo hondurenho, que está em luta para restabelecer o governo constitucional de Manuel Zelaya. Foram recolhidas mais de 200 assinaturas, que serão enviadas a Radio Globo de Honduras, à embaixada brasileira em Honduras e ao gabinete do governo golpista.

Na ocasião foram gravados depoimentos em vídeo de solidariedade à resistência hondurenha, que vão ser enviados ao canal 36 (Cholusat SUR).





Rubens Lunge, presidente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina.


Jornalista Elaine Tavares, organizadora do ato.

Fotos: Celso Martins.



3 comentários:

Revista Pobres & Nojentas disse...

Celso, vê o vídeo:


http://www.youtube.com/watch?v=UNlPt0oU5r4

Abraço, Míriam - Pobres & Nojentas

Anônimo disse...

Muchísimas gracias, amigo Celso. Brazil, ustedes los solidarios y su admirable Presidente, preciosa gente han sido héroes para nosotros también en esta lucha. Los queremos mucho! Un gran abrazo a ustedes,
Laura

Anônimo disse...

Enquanto isso, aqui no Brasil a profissão foi desregulamentada. Para ser jornalista o diploma passou a ser desnecessário.
Vamos falar dos hondurenhos que é melhor mesmo.