12.9.09

MODESTO AZEVEDO
Seqüestrado e amarrado, atearam fogo.


Ângela Liuti, da Ufeco, pede
tranquilidade aos comunitários.


Vera Maria Flesch (jornalista)

Esclarecendo as notícias postadas sobre Modesto, realmente, ele foi sequestrado por dois desconhecidos na altura da Praça 15, ontem (10.9) ao anoitecer, quando se preparava para ir a uma reunião na UFSC, segundo seu relato. Ele foi amarrado pelas mãos e pés, levado até a Beira Mar continental, onde lhe jogaram um líquido, provavelmente querosene, por sobre sua cabeça, quando ele ainda estava em pé, e, em seguida, atearam fogo na parte frontal do seu corpo.

Modesto teve uma reação rápida de se jogar no chão e rolar na areia até cair no mar e com isso o fogo se apagou. Ele só tem queimaduras na parte frontal, desde a cabeça até o abdômen e braços. Uma vez dentro da água, ele conseguiu desamarrar as mãos e depois os pés. Saiu dali e pediu socorro na via principal do Estreito. Os Bombeiros chegaram e um amigo que passava de carro na hora o reconheceu e mais tarde avisou aos demais. No entanto, as primeiras notícias foram dadas como se o caso tivesse acontecido com um andarilho.

Azevedo foi internado na Emergência do HU antes das 22 horas, apresentando queimaduras de primeiro e segundo graus e outras lesões na pele, mas não corre risco de morrer, nem seu rosto ficará marcado. Hoje à tarde (11.9) ele se mostrava tranquilo, sentou-se para tomar um chá sem ajuda, já falou com sua mãe em São Paulo pedindo "a bênção mãe", "estou bem mãe", e sua irmã chega amanhã de manhã para lhe fazer companhia.

Muitos amigos e companheiros de militância se revezam na frente da Emergência do HU. Embora não possam visitá-lo devido ao perigo de ele sofrer algum tipo de contaminação, tem sempre um grupo de plantão por lá, e um dos amigos providenciou um livro para que os visitantes possam deixar seu recado nele.

Ângela Liuti, presidente da Ufeco, pede a todos os comunitários que mantenham calma e tranquilidade em relação ao ataque sofrido por Modesto, principalmente porque ele está fora de perigo. A polícia investiga o caso e enquanto isso não convém fazer conjecturas apressadas nem comunicados políticos.

Na Barra do Sambaqui com Ivânio da Luz.

Modesto na audiência da Câmara sobre saneamento no Ribeirão da Ilha.

*

Vigília do HU

Por Ben Kraijnbrink

Amigos e companheiros de Modesto Azevedo se
concentraram hoje de manhã em frente ao HU.


Itajaí-SC: Joaquim, Ben, Lino, Modesto, Ci e Ruy.

3 comentários:

J.L.CIBILS disse...

La se vai quase oito anos de falcatruas nesta cidade, onde muitos se calam devido a ameaças de agressao e até de possiveis atentados de morte, é um absurdo que tais possiveis ameaças se concretisem, realmente a bandidagem resolveu deixar cair "MEIA" mascara, pois ainda faltara a nobre policia civil, descobrir a identidade inteira destes mafiosos, que atravez destes meios querem reinar nesta ilha.
É lamentavel, esta pessoa nao foi a primeira ser ameaçada, a diferença é que neste caso se concretisou a ingnorancia.
Este tipo de artificio, é meio utilisado por FRACOS de inteligencia, nao tem competencia em se afirmar pela honestidade nem por capacidade, a quem interesaria manter estas AMEBAS a quem?
Estimo melhoras a este lider comunitario.

J.L.CIBILS disse...

La se vai quase oito anos de falcatruas nesta cidade, onde muitos se calam devido a ameaças de agressao e até de possiveis atentados de morte, é um absurdo que tais possiveis ameaças se concretisem, realmente a bandidagem resolveu deixar cair "MEIA" mascara, pois ainda faltara a nobre policia civil, descobrir a identidade inteira destes mafiosos, que atravez destes meios querem reinar nesta ilha.
É lamentavel, esta pessoa nao foi a primeira ser ameaçada, a diferença é que neste caso se concretisou a ingnorancia.
Este tipo de artificio, é meio utilisado por FRACOS de inteligencia, nao tem competencia em se afirmar pela honestidade nem por capacidade, a quem interesaria manter estas AMEBAS a quem?
Estimo melhoras a este lider comunitario.

orlenebonequinha disse...

oie meu nome e Orlene dias de azevedo sou subrinha do modesto e acho isso um absurdo a policia deveria ter envestigado mas esse caso pq não tem coisa pior do que ser queimado no fogo.